segunda-feira, 25 de junho de 2012

MITOLOGIA GREGA - TESEU E O MINOTAURO



Olá meus amigos hoje em MITOLOGIA GREGA, vou falar sobre a história de de TESEU E O MINOTAURO, vamos ver como ele conseguiu derrotar a criatura e como conseguiu sair do labirinto. 

Muitas são as aventuras de Teseu, hoje no entanto vou me ater apenas a sua empreitada contra o Minotauro no labirinto do rei Minos. Ocorre que Atenas naquela época estava sobre o domínio de Minos, e este havia ordenado como forma de pagamento, que em uma determinada época do ano, fossem escolhidos habitantes de Atenas, para serem lançados no labirinto construído por Dédalo e faze-los enfrentar a criatura que o habitava. Teseu no entanto ficará sabendo que as vítimas haviam sido escolhidas e procurou pelo pai Egeu, então rei de Atenas e sugeriu trocar de lugar com os habitantes escolhidos, e ao invés de oferecer 14 vítimas, somente ele iria ao encontro deste terrível destino. Bem, após muita discussão, pois o pai não queria sacrificar seu próprio filho, foi consentido que Teseu fosse no lugar dos habitantes 

Assim, partiu Teseu em um barco com velas negras, e prometeu ao pai que se derrotasse a fera, voltaria em um barco com velas brancas. Após navegar por vários dias, Teseu chegou a creta, e deixou o rei Minos que furioso quando percebeu que somente ele havia sido enviado como vítima. O rei estava furioso com a suposta desobediência dos atenienses, pois ele havia sido claro quanto ao pagamento, eram exigidos sete moças e sete rapazes, no entanto parecia ter se esquecido de Teseu, filho do próprio rei de Atenas, e após ter sido lembrado disto pelo próprio Herói, acabou consentindo a troca dizendo:  Amanhã você será lançado ao labirinto, e veremos se mantem este entusiamos. Durante toda a cena a jovem Ariadne, assistia de longe, cada vez mais fascinada com a coragem do herói e assim que pode ela foi procurar por ele na torre do palácio de Minos, onde ele fora feito prisioneiro durante a noite. A jovem confessou sua admiração pelo guerreiro, e de seu vestido retirou um novelo de lã, e instruiu o herói a levar consigo o novelo quando fosse atirado ao labirinto. 

Tão logo o dia começou a nascer, Teseu fora atirado ao labirinto do de Creta, de onde jamais humano algum havia retornado. Atrás de si Teseu pode ouvir uma enorme porta de bronze sendo fechada, e logo era somente ele e o labirinto. O herói então começou a perceber que o labirinto era um emaranhado de paredes de mármores enormes e completamente lisas, tornando impossível a escalada. Teseu então tomou em mãos o seu escudo e adaga, presente do rei Minos, e retirou de sua túnica o novelo de lã, e a medida que ia avançando ele ia desfiando o novelo, deixando para trás um rastro de linha, para que no seu regresso pudesse encontrar a saída. Bem a medida que ia penetrando no labirinto cuidadosamente, nosso herói começou a notar manchas de sangue, das vítimas que o mostro havia matado. Aos poucos ele seguiu os rastros deixados pelo monstro, eram pedaços podre de corpos, ossadas, manchas de sangue e um cheiro insuportável, o herói pode ouvir que algo se chocava contra a parede do outro lado, e se deu conta de que estava sendo seguido. Virou uma esquina e pode divisar mais a frente um sombra que desapareceu, gritou com fúria para que o Minotauro voltasse e o enfrentasse, e chamou a fera de covarde. A resposta foi uma espécie de mugido com grito que pode ser ouvido por todo o labirinto. Teseu então se dera conta de que seu fio havia sido rompido. o herói então juntou a parte final de seu novelo e fez com ele um laço e tão logo esteve frente a frente com a fera, tratou de laça-la e assim prendeu o Minotauro, evitando que este corresse. Com fúria o animal tentava se soltar, mas seus esforços não levaram a nada. Então juntando suas forças a fera fez um movimento violento com a cabeça, onde estava preso o fio, e lançou o herói alguns metros a sua frente.

Aproveitando da desvantagem momentânea do herói, o Minotauro lançou-se contra Teseu, usando seus chifres enormes da sua metade bovina. Mas Teseu conseguiu desviar do ataque, e lançando-se por trás da fera, enterrou sua adaga com toda a força do seu corpo entre os olhos do Minotauro, fazendo com que a fera emitisse um urro desesperado de dor e com que ambos fossem ao chão, e não satisfeito com isto, ele retirou a adaga e cravou-a novamente no coração da fera, se afastando rapidamente, enquanto o Minotauro agonizava por alguns minutos. O Minotauro ergue-se do chão, e em uma especie de espirro jorrando sangue, caiu novamente completamente morto. 

Após isto, Teseu tratou de encontrar o seu fio e seguindo o de volta encontrou a saída do labirinto, e surpreendeu a todos em especial o rei Minos com sua vitória e ganhou o coração da jovem Ariadne. O rei Minos mandou chamar então o construtor do labirinto, e o culpando pelo sucesso de Teseu, mandou lançar ele e o filho aprisionados dentro de sua própria criação. 

Teseu então retornava a Atenas, porém havia esquecido de sua promessa, e não trocará a vela negra pela vela branca, e então seu pai, vendo o barco se aproximar, pensou que o filho estava morto e se atirou do alto de um monte dentro do mar que passou a ser conhecido então como mar Egeu. Desta forma o gosto da vitória fora ofuscado pela trágica morte do rei, assim Teseu acaba se tornando rei de Atenas. 


BIBLIOGRAFIA: 
  •  A.S.Franchini, Carmen Seganfredo, As 100 Melhores Histórias da Mitologia, Editora L&MP. ISBN 85-254-1316-x
  • Hacquard, Georges, Dicionário da Mitologia Grega e Romana. 
*.Imagens retiradas aleatoriamente do google imagens

LEIA MAIS SOBRE MITOLOGIA GREGA EM:


Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

VAMOS LÁ DÊ A SUA OPINIÃO, PARTICIPE E COLABORE PARA MELHORAR O BLOG